Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Geral \ Artigo

Para baixar: Publicação - PARTO: NUTRIÇÃO e SAÚDE de CRIANÇAS & MÃES

Por: Marcus Renato de Carvalho

Além da sobrevivência:

 

Práticas integradas de atenção ao parto,

 

benéficas para a nutrição e a

 

saúde de mães e crianças.

 

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Secretaria de Atenção à Saúde

Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno

 

Tabela de conteúdo

 

Introdução ............................................................................................................................................1

 

1. Momento adequado para realizar o clampeamento do cordão ..........................................................4

 

Recomendação para a prática ........................4

1.1 História sobre o momento do clampeamento do cordão umbilical e práticas atuais ..................5

1.2 Efeitos fisiológicos relacionados ao momento do clampeamento do cordão umbilical e determinantes da “transfusão placentária” ...................................................5

1.3 Benefícios imediatos do clampeamento tardio do cordão umbilical ..........................................8

1.4 Benefícios no longo prazo do clampeamento tardio do cordão: níveis de ferro no lactente.......10

1.5 Status de ferro na infância e desenvolvimento: ênfase na prevenção.........................................13

 

2. Contato pele-a-pele entre mãe e recém-nascido ............................................................16

2.1 Benefícios imediatos do contato pele-a-pele ...................................................................16

2.2 Benefícios no longo prazo do contato pele-a-pele logo após o parto ........................................18

 

3. Início do aleitamento materno exclusivo logo após o parto....................................................19

Recomendação para a prática ............................................................19

 

3.1 Benefícios imediatos do aleitamento materno exclusivo e iniciado logo após o parto ...............21

3.2 Benefícios do aleitamento materno no longo prazo .................................................................22

 

4. Integração das práticas essenciais de atenção ao parto no contexo dos serviços de saúde e partos

domiliciares........................................................24

 

4.1 Considerações contextuais: práticas atuais de atenção ao parto nos estabelecimentos de saúde e

no domicílio ........................................................25

4.2 Passos para alcançar a implementação universal das práticas integrais de atenção ao parto.......28

4.2.1 Aumentar o acesso a informações científicas que apoiem práticas baseadas em evidências ...29

4.2.2 Identificar os requisitos necessários para a implementação das práticas recomendadas ...29

4.2.3.Estabelecimento e comunicação de políticas e guias locais, regionais e nacionais para a

implementação das práticas recomendadas ................................................30

4.2.4 Defesa e sincronização de outros esforços na atenção materna e neonatal.......................30

4.2.5 Organização dos serviços que realizam partos.................................................................32

4.2.6 Monitoramento e avaliação.............................................................32

 

5. Conclusões......................................................33

 

Apêndice 1: Perguntas para a investigação sobre a implementação e integração destas práticas....................34

Apêndice 2: Existem exceções às práticas recomendadas? Perguntas frequentes ....................................37

Referências .....................................................40

Recursos adicionais e websites ..........................................................48

 

Quadro 1: Manejo ativo do primeiro período do parto para a prevenção da hemorragia pós-parto ....3

Figura 1: Passos naturais da transfusão placentária ...........................................................................6

Figura 2: Importância da gravidade e posição do recém-nascido na velocidade da transfusão placentária ...........................................................................7

Tabela 1: Resumo dos benefícios imediatos e no longo prazo do retardo do clampeamento do cordão

umbilical para os recém-nascidos (a termo, pré-termo/baixo peso ao nascer) e as mães......8

Quadro 2: Quantidade de ferro fornecida na “transfusão placentária” quando se retarda o clampeamento do cordão umbilical .........................................................................10

Tabela 2: Prevalência de anemia em crianças entre 6 e 35 meses de idade no mundo, segundo Pesquisas Nacionais de Demográficas e Saúde......................................................................11

Figura 3: Quanto deveriam durar as reservas de ferro? Uma análise segundo peso ao nascer e momento do clampeamento do cordão umbilical.................................................................12

Figura 4. Escores cognitivos ao longo do tempo, segundo reserva de ferro e nível socioeconômico de

um estudo longitudinal de lactentes da Costa Rica, seguidos até a adolescência ..............15

Tabela 3: Resumo dos benefícios imediatos e no longo prazo do contato pele-a-pele da mãe e seu

recém-nascido logo após o parto .....................................................................................17

Tabela 4: Mortes de menores de 5 anos que podem ser prevenidas nos 42 países que somam 90%

das mortes infantis no mundo, em 2000, mediante a obtenção de cobertura universal com

intervenções individuais...........................................................................20

Tabela 5: Resumo de benefícios imediatos e no longo prazo do aleitamento materno para a mãe e o

lactente ...............................................................................21

Figura 5: Integração dos passos essenciais para a sobrevivência materna, neonatal e infantil, saúde e

nutrição ...............................................................................26

Quadro 3: Ações necessárias para assegurar a implementação das práticas essenciais de atenção ao

parto......................................................................................31

 

Excelente documentação!

 

Não se justificam PRÁTICAS PERINATAIS desatualizadas como ainda assistimos com tanta informação de qualidade disponível.

 

Baixe aqui (download) no www.aleitamento.com

 

                          Publicado originalmente em 26/8/2011

 


Última atualização: 07/09/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
25 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital