Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

Mês de Valorização da Paternidade: Documentário "PAI não é VISITA!"

Por: Dr. Marcus Renato de Carvalho

 /

Documentário defende cumprimento da lei que que dá direito ao pai de acompanhar o parto

Marternar - Folha de São Paulo: FABIANA FUTEMA

 

                                                              A lei do acompanhante, que dá à gestante o direito de ter um acompanhante de sua livre escolha durante todo o trabalho de parto e pós-parto, completou dez anos em 2015. Mesmo assim, ainda há relatos de pais impedidos de acompanhar o parto de suas mulheres, segundo o Instituto Papai.

Hoje, véspera do Dia dos Pais, a ONG lança o documentário “Pai Não é Visita! Pelo Direito De Ser Acompanhante” em parceira com o Núcleo de Pesquisa em Gênero e Masculinidades da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) e a 7ª Arte Cinema.

O documentário reúne relatos de pais que  acompanharam o nascimento de seus filhos. E também de outros que tiveram esse direito negado pelas maternidades e hospitais.

Segundo o Instituto Papai, o objetivo é que o vídeo ajude a sensibilizar o público, sobretudo profissionais e gestores da saúde, sobre a importância da presença do pai neste momento da vida da mãe e do filho.

Desde 2006 o Instituto Papai e o GEMA/UFPE realizam a Campanha Pai Não é Visita, que defende a plena implementação da Lei do Acompanhante, bem como incentivar a participação dos pais no parto e nascimento.

 

SOBRE A LEI DO ACOMPANHANTE

No Brasil, toda mulher tem direito a um acompanhante, de sua livre escolha, durante o pré-parto, parto e pós-parto imediato, seja em maternidade pública ou privada.

Na rede pública, o direito ao acompanhante é garantido desde 2005, quando foi aprovada a Lei 11.108, conhecida como “Lei do Acompanhante”. Na rede privada, este direito para os planos de saúde foi estabelecido pela ANVISA, desde 2008.

O pós-parto imediato pode se estender até 10 dias. Durante todo este período em que a mulher estiver internada, o acompanhante tem direito a uma acomodação adequada e às principais refeições (de acordo com a rotina de cada hospital). A cobrança de qualquer taxa para a entrada e permanência do acompanhante no parto é ilegal.

Para o pai, este pode ser um momento especial de exercício de cuidado, favorecendo o fortalecimento de vínculos afetivos com seu filho ou filha e uma ressignificação simbólica e prática da paternidade, afinal “Pai não é visita!”. 

Para construirmos uma sociedade mais justa, do ponto de vista de gênero, é preciso romper com esses padrões culturais machistas e preconceituosos que vivenciamos em nosso dia e muitas vezes orienta práticas restritivas nas instituições de saúde.

SOBRE A CAMPANHA

A campanha "Pai não é visita! Pelo direito de ser acompanhante!" vem sendo desenvolvido pelo Instituto PAPAI e pelo Gema/UFPE, desde 2006 e se desenvolve ao longo de todo o ano, porém no mês do dia dos pais tem sua maior visibilidade. 

Em linhas gerais, tem por objetivo tornar a lei conhecida pela população em geral e ao mesmo tempo exigir dos Governos Municipal, Estadual e Federal o respeito a este direito das mulheres e ao desejo dos homens de serem acompanhantes.

 

*Assista o trailer aqui na TV Aleitamento.com

 

 


Última atualização: 8/8/2015

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
23 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital