Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

CIRURGIA CESARIANA: muitos riscos também para os BEBÊS, inclusive OBESIDADE

Por: Prof. Marcus Renato de Carvalho

 /

Risco de obesidade é o dobro em crianças nascidas por cesárea, diz estudo 

Cesárea causaria mudanças na digestão dos alimentos pelos bebês

Crianças nascidas por cesárea têm duas vezes mais risco de ficar obesas do que as que vieram ao mundo por parto normal, segundo uma pesquisa americana.

De acordo com pesquisadores do Boston Children's Hospital, em Massachusetts, quando as crianças atingem os 3 anos, o nível de obesidade é duas vezes maior entre as que nasceram por cesariana.

A equipe acredita que a cirurgia possa afetar a flora bacteriana do aparelho digestivo, causando alterações no modo como o alimento é digerido. Segundo os especialistas, haveria diferenças na composição da flora bacteriana do aparelho digestivo adquirida no parto normal e na cesária.

O estudo acompanhou 1.255 mulheres com seus bebês de 1999 a 2002 e foi publicado no Archives of Disease in Childhood. Os bebês foram medidos e pesados ao nascer e quando atingiram três anos. Cerca de um quarto havia nascido por cesárea e o restante por parto normal.

Os pesquisadores encontraram uma relação entre massa corporal, espessura da pele e a forma como a criança nasceu.

Eles também descobriram que as mulheres que fizeram cesária tendiam a pesar mais que as que tiveram parto normal - uma característica que poderia influenciar a tendência a obesidade em seus bebês.

Segundo Patrick O'Brien, porta-voz do Royal College de obstetras e ginecologistas, apesar de os resultados serem interessantes, a amostra do estudo ainda é pequena: "É preciso tentar replicar esses resultados em um grupo maior de mulheres."

Leia aqui no aleitamento.com outras pesquisas sobre os
efeitos da Cesárea sobre a saúde das crianças:
 
 
NASCER por CESÁREA: MAIS RISCO de MORRER

Bebês de cesariana têm mais risco de morte
Uma pesquisa realizada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos indica que bebês nascidos por cesariana têm três vezes mais chances de morrer no primeiro mês de vida do que crianças nascidas em parto natural.
http://www.aleitamento.com/humanizacao-parto/conteudo.asp?cod=1006


CESARIANA FAZ MAL TAMBÉM PARA O BEBÊ, mesmo sendo a "NATURAL"(!?)

Cesariana aumenta riscos de problemas respiratórios em bebê, diz estudo

Parto normal auxilia no amadurecimento no pulmão

Um estudo realizado por pesquisadores dinamarqueses sugere que bebês nascidos de cesarianas têm mais chances de desenvolver problemas respiratórios.

Os cientistas, da Universidade de Aarhus, analisaram dados obtidos de 34 mil partos e concluíram que as mães que haviam optado pela cesariana em vez do parto normal aumentaram em até quatro vezes o risco de seus bebês apresentarem problemas no pulmão.

No estudo, publicado no British Medical Journal, os pesquisadores salientam que os riscos podem ser menores se a cesariana for feita de emergência e não por escolha.

Os pesquisadores explicam que durante o parto normal, o bebê passa por transformações hormonais e fisiológicas que contribuem para o “amadurecimento do pulmão”.
http://www.aleitamento.com/humanizacao-parto/conteudo.asp?cod=221


CESÁREA AUMENTA A CHANCE de Prematuridade -  2ª causa de morte infantil

            As complicações decorrentes do parto prematuro são a segunda maior causa de morte entre crianças com menos de cinco anos no mundo, atrás só da pneumonia. A quantidade de cesáreas realizadas antes do tempo, muitas vezes para "conveniência de médicos ou pais", também tem destaque. Um problema que, diz o relatório, cresce na América Latina.

Em 2011, pela primeira vez, o percentual de cesarianas superou o de partos normais no país, chegando a 52% do total. Para a OMS, o recomendado é cerca de 15%.

Na opinião de Dário Pasche, diretor do Departamento de Ações Pragmáticas Estratégicas do Ministério da Saúde, a alta quantidade de cesarianas marcadas com antecedência no Brasil é um fator que impulsiona a quantidade de prematuros.

"Nossos números são altos, mas nos dados do ministério não são tão grandes quanto os do levantamento."

A pasta informou que, segundo seus registros, o número de prematuros em 2010 foi 204,3 mil, o que representaria 7,1% dos nascidos vivos.

O estudo da OMS leva em conta diversas fontes e não apenas o governo.
http://www.aleitamento.com/mae-canguru/conteudo.asp?cod=1679


CIRURGIAS CESAREANAS dificultam a AMAMENTAÇÃO e prejudicam o VÍNCULO MÃE-BEBÊ

O estudo “Caesarean Delivery Rates and Pregnancy Outcomes: the 2005 WHO Global Survey on Maternal and Perinatal Health in Latin América” realizado por José Villar et all, para a Organização Mundial de Saúde, publicado no Lancet 2006; 367: 1819–29 (16) evidenciou uma associação entre os índices de cesárea e a morbidade e mortalidade materna severa, bem como com o aumento de mortalidade fetal e um maior número de bebês encaminhados para UTI neonatal por 7 ou mais dias; também foi observado que havia um incremento progressivo de nascimentos prematuros e da mortalidade neonatal quando os índices de parto cesáreo atingiam valores acima de 10%. Os autores interpretam seus achados avaliando que altos índices de parto cesáreo não indicam melhor cuidado perinatal e pode ser associado com danos para a parturiente e para o recém-nascido.

Além disso, por implicar em uma rotina de separação da mãe e filho no pós-parto imediato, com as cesáreas há um retardo no contato entre mãe e filho, e isso interfere com o estabelecimento do vínculo mãe-filho e com a instalação precoce e bem-sucedida da amamentação (12).
http://www.aleitamento.com/humanizacao-parto/conteudo.asp?cod=368


 


Última atualização: 27/6/2012

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
25 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital